A ajuda local é preciosa!

18-08-2017

No final da segunda ronda de amostragem em São Tomé fomos ao mangal da Praia Diogo Nunes, mesmo ao final da pista do aeroporto. Começámos o dia bem cedo (6 da manhã) logo após apanharmos o Filipe Ribeiro do aeroporto (foi direto para o campo)! Este mangal pequenino tivemos a ajuda de um pescador local (o Nato, com 55 anos) e da sua mulher e filha. Diga-se de passagem, que ele foi muito mais eficiente com a tarrafa que o Filipe! Ao mesmo tempo, surgiram umas crianças que com uma rede mosquiteira (aqui serve para apanhar peixe) que num instante apanharam imensas larvas de peixe, entre os quais algumas larvas leptocéfalas de anguiliformes. Aqui abaixo ficam algumas imagens do dia e dos peixes que o Nato apanhou.